No primeiro semestre de 2020, PRF apreendeu 1 veículo adulterado a cada 48 horas em Rondônia

Ações no estado registraram 97 automóveis com modificações em sinais identificadores. Aumento foi de quase 500% em relação ao mesmo período do ano passado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Estado de Rondônia segue apresentando os números relativos aos primeiro semestre de 2020. Na primeira reportagem, que você confere AQUI, foram apresentados os números sobre apreensão de madeira (aumento de 900%). No texto a seguir, você confere as informações referentes a adulteração veicular.

O crime de adulteração de sinais identificadores em veículos acontece quando alguém, propositadamente, faz modificações em placas, números de chassi, de motor e outros itens de segurança que servem para dificultar a ação de criminosos que atuam em roubo e furto de veículos. Em 2020, de 01 de janeiro a 30 de junho, a PRF em Rondônia registrou 92 ocorrências desse tipo, encaminhando à perícia técnica da Polícia Científica um total de 97 veículos.

Os números mostram que, a cada 48 horas um veículo adulterado foi recuperado. Comparando os dados com as estatísticas do mesmo período no ano de 2019, quando foram lavradas 20 ocorrências resultando na identificação de 22 automóveis, houve um aumento de 460%.

Esse sucesso é resultado de uma soma de fatores como o novo método de trabalho, utilizando meios de tecnologia orientados por inteligência policial, aumento e renovação do efetivo policial, proveniente do último concurso realizado pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal e autonomia, possibilitando forte gestão descentralizada, adaptando recursos materiais, orçamento e pessoal capacitado em operações adaptadas às características locais das dezenas de municípios interligados pelas BRs em Rondônia.