Nota à imprensa

Brasilia, 8 de agosto de 2019 – Referente à operação realizada na data de hoje pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal, a Polícia Rodoviária Federal informa que os fatos investigados na operação supracitada também são objetos de processos em andamento na Corregedoria Geral da PRF, iniciados em março de 2019.

Informamos também que os servidores citados na operação foram afastados de suas funções e que a Polícia Rodoviária Federal colaborou, a todo momento, com o cumprimento das decisões judiciais.

O Corregedor-Geral da PRF, Célio Constantino, foi designado para acompanhar os desdobramentos da ação em Porto Velho e supervisionar a continuidade da gestão da Superintendência em Rondônia.

Por fim, reafirmamos nosso compromisso com a integridade, a transparência e o profissionalismo, atuando em colaboração com os demais órgãos na busca da verdade e da justiça.

 

Direção-Geral da PRF

 

 

 

 

 

 

 

—-