Operação Independência 2018 da PRF registra redução de 50% em acidentes, mas número de infrações continua elevado

A Operação teve inicio na quinta-feira (06) e encerrou-se à meia-noite deste domingo (09).

A Polícia Rodoviária Federal registrou redução no número de acidentes e mortos durante Operação Independência 2018, em comparação a Operação em 2017. Foram 27 acidentes, 51 feridos e 3 pessoas mortas em 2018, enquanto que em 2017, foram 54 acidentes, 70 feridos e 14 óbitos nas rodovias federais, tendo como observação a diminuição de 79% de mortes comparado ao ano passado, onde ocorreu um trágico acidente no Km 450 da BR 101, em Mimoso do Sul/ES, envolvendo dois caminhões, um micro-ônibus e um carro, vitimando 11 pessoas, entre elas, membros de um grupo de dança.

Entre os dias 06 e 10 de Setembro, a PRF reforçou o efetivo para Operação Independência 2018, registrando 1.064 multas, obtendo-se a redução de 16% em comparação ao feriado do ano de 2017, o qual registrou 1.274 multas. Foram 256 veículos autuados por ultrapassagem em local proibido no ano passado, obtendo-se um aumento de 2% neste ano, com o registro de 260 veículos autuados.

Durante os cinco dias de operação, foram realizados 733 testes de alcoolemia, desses, extraídos 07 autos de infração, sendo 01 auto registrado em Mimoso do Sul/ES, onde um homem foi preso por conduzir motocicleta sem portar CNH e documentos do veículo, sendo submetido ao teste de etilômetro, o qual  registrou teor de 0.84 miligramas de álcool, infringindo o Art. 306 do Código de Trânsito, tratando-se de Conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência, com a penalidade de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Durante a Operação, Policiais Rodoviários Federais fiscalizaram 2.666 pessoas, dentre essas, 12 foram detidas, além de 2.773 veículos fiscalizados e 12 recuperados.

A Polícia Rodoviária Federal preocupada com o alto índice de acidentes nas rodovias federais, acredita na Educação para o Trânsito como forma de promover a mudança de valores. Dessa forma, a PRF realizou o projeto Cinema Rodoviário, com o objetivo de conscientizar o usuário da rodovia na assimilação e incorporação de hábitos e atitudes responsáveis na promoção da segurança no trânsito.

A educação para o trânsito inclui a percepção da realidade, educação, assimilação e incorporação de novos hábitos e atitudes perante o trânsito e conscientização sobre a responsabilidade do estado e da sociedade na segurança do trânsito.

Os projetos de educação para o trânsito não devem transmitir apenas as normas, regras e preceitos legais. Devem contemplar, também, aspectos éticos e de cidadania, ampliando o nível de conscientização dos diversos atores do trânsito, para que adotem atitudes prudentes, compatíveis com as necessidades de segurança de todos.