“Operação Tupã” da PRF em Roraima causa prejuízo ao garimpo ilegal, apreende armas de fogo e recupera veículos roubados

A mobilização do efetivo em torno da operação, que ocorreu entre 30 de abril e 2 de maio, buscou incrementar o enfrentamento à criminalidade através do trabalho ostensivo e orientado por informações de inteligência.

As ações de combate à criminalidade, orientadas pelo serviço de inteligência da “Operação Tupã”, encerrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste sábado (02), frustrou ações criminosas em todo o país. Em Roraima, além da recuperação de veículos roubados, foram apreendidos armas de fogo e mais de 4 mil litros de combustível ilegal.

Durante o período da “Tupã” no estado, em patrulhamento na BR 174, os agentes da PRF abordaram veículos suspeitos e apreenderam mais de 4,5 mil litros de combustível ilegal. Parte desse produto abasteceria os garimpos ilegais que funcionam de forma clandestina em diversos pontos do estado.

A ação dos “caroteiros”, mesmo durante a pandemia, tem sido frequente e é um dos principais alvos da PRF em Roraima pois, além da prática criminosa, os veículos utilizados por esses infratores não possuem qualquer tipo de sinalização ou preparo para transportar esse tipo de produto. O que oferece risco, não só ao meio ambiente mas também aos demais usuários da via.

Além das apreensões de combustível ilegal, duas motos roubadas foram recuperadas e seus condutores detidos por suspeita de receptação. Além disso, outro indivíduo foi conduzido pelos policiais à polícia civil por suspeita de adulteração nos sinais identificadores de uma motocicleta, que circulava com placa de outro veículo com características semelhantes.

Ainda durante a operação, dois homens foram detidos por posse e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Em poder dos indivíduos, uma espingarda calibre 28 com cinco munições e uma carabina calibre 36 com 2 munições. Ambos foram encaminhados para a Delegacia de polícia civil.

Devido a pandemia da COVID-19, todas as abordagens foram realizadas com os cuidados necessários e os agentes fizeram uso dos equipamentos de proteção individuais adequados. Mesmo com a queda no fluxo de veículos nas rodovias federais, foram fiscalizados 2.134 pessoas e 2.264 veículos em Roraima.

Núcleo de Comunicação-PRF/RR

Texto: Davi Fernandes