Operação Tupã: PRF em MS apreende 4,3 T de maconha e recupera nove veículos

Destaques da Operação foram as apreensões de mais de 4,3 toneladas de maconha, 9 veículos recuperados e 46 pessoas presas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou neste sábado (2) a Operação Tupã, que teve início na quinta-feira (30) e como objetivo incrementar o enfrentamento qualificado à criminalidade e aumentar a percepção de segurança nas rodovias federais do Mato Grosso do Sul.

Nos três dias de fiscalização, os policiais rodoviários federais apreenderam mais de 4,3 toneladas de maconha. Em Sidrolândia (MS), na sexta-feira (01), 3,7 toneladas da droga foram apreendidas, dois homens foram presos pelo transporte do entorpecente. Saiba mais dessa ocorrência em: https://agencia.prf.gov.br/agencia/prf-apreende-37-t-de-maconha-e-51-kg-de-skunk-em-sidrolandia-ms/

Outro número que chamou a atenção durante este período foi o de nove veículos com registro de roubo/furto recuperados. Em destaque, na região de Corumbá (MS), na fronteira com a Bolívia, foram recuperados quatro carros de locadoras, que seriam atravessados para o País vizinho. Saiba mais em: https://agencia.prf.gov.br/agencia/prf-frustra-golpe-em-locadoras-ao-recuperar-quatro-veiculos-e-prender-quadrilha-na-regiao-de-corumba-ms/

Para o combate, especialmente, de crimes como o tráfico de drogas, o contrabando de cigarros e crimes violentos, a Operação Tupã foi pautada, além de informações qualificadas de inteligências, por dados estatísticos consolidados. Além disso, a operação também contou com policiais capacitados e especializados, emprego de técnicas avançadas de policiamento, tecnologia e a expertise dos PRFs, conscientes da missão institucional de proteger a sociedade.

A denominação Tupã, que na língua tupi-guarani significa trovão, refletiu bem a forma de atuação das centenas de policiais empregados na operação, que teve como característica a ostensividade e abordagens mais assertivas, fruto do processo de reorientação da atividade de policiamento, que passou a ser orientada por inteligência.

Números nacionais:

As ações resultaram, entre o dia 30 de abril e 1º de maio, em 514 pessoas detidas por diversos crimes, 112% a mais se comparado ao mesmo período do ano passado, o que equivale a 7 pessoas sendo presas a cada hora. Destaque para o número de veículos recuperados, foram 86 veículos contra 11 em 2019, um acréscimo de 682%. Ainda, cerca de 10,7 toneladas de maconha e 65,5 quilos de cocaína foram retirados de circulação, além de apreendidos 253.150 maços de cigarros contrabandeados.