PF e PRF estouram depósito com 8,2 toneladas de maconha, fuzis, pistolas e munições no Paraná

Apreensão de maconha é a maior feita este ano pela PRF em todo o país; droga e arsenal tinham o Rio de Janeiro como destino

 

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal (PF) apreenderam 8.281 quilos de maconha, dois fuzis, 14 pistolas e 7,2 mil munições nesta sexta-feira (17) em Palotina, na região oeste do Paraná.

A apreensão de maconha é a maior realizada este ano pela PRF em todo o território nacional. Dois integrantes da quadrilha foram presos em flagrante.

A investigação teve início a partir de informações levantadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Foz do Iguaçu (PR). A suspeita inicial era de uma rota de tráfico de armas e drogas que abasteceria a criminalidade organizada que atua no Rio de Janeiro.

Um dos fuzis apreendidos é de calibre 7,62 milímetros. O outro, calibre 5,56.  Ambos têm alto poder destrutivo.

Mais de dois terços das munições apreendidas são para fuzil. Foram contabilizados 5 mil projéteis de calibre 7,62. As outras 2,2 mil unidades são de calibre 9 milímetros.

Foram apreendidos ainda R$ 100 mil em dinheiro e quatro kits rajada, acessório que transforma pistolas em armas automáticas, além de um pacote de haxixe. As 14 pistolas, todas da marca Glock, são de calibres 9 milímetros, .40 e .45.

A maioria dos itens apreendidos estava escondida em um galpão, na cidade de Palotina. Durante as diligências, um homem e uma mulher foram presos em flagrante.

A mulher presa é dona de uma empresa em Palotina. Ela tem 26 anos de idade. Já o homem preso é um ex-policial militar de 44 anos, expulso da corporação.

A operação conjunta da PF e da PRF cumpriu mandados de busca e apreensão em outros três locais, todos na região oeste do Paraná.

Durante a ação, ao menos três veículos de alto padrão com alerta de roubo foram recuperados: duas caminhonetes e um automóvel de luxo. No total, oito veículos foram apreendidos durante a operação.

Uma das caminhonetes havia sido roubada em maio de 2019, no município de São Gonçalo (RJ). A outra, em Magé, também no Rio de Janeiro, em janeiro do ano passado. Já o carro de luxo foi furtado na cidade de São Paulo (SP), em maio de 2018.

O fato de as duas caminhonetes terem sido roubadas no estado do Rio de Janeiro reforça a conexão entre crimes violentos e o tráfico de armas e drogas.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

 

Balanço da ação conjunta da PF e PRF:

– 8.281 quilos de maconha (maior apreensão feita este ano pela PRF no Brasil);
– Um pacote de haxixe;
– Dois fuzis, um deles de calibre 7,62 e outro, 5,56;
– 14 pistolas (calibres 9 milímetros, .40 e .45, todas da marca Glock);
– 7,2 mil munições (5 mil unidades de calibre 7,62 e 2 mil, de calibre 9mm)
– 4 kits rajada (acessório que transforma pistolas em armas automáticas);
– Duas pessoas presas (um homem e uma mulher);
– Oito veículos apreendidos, ao menos três deles com alerta de roubo ou furto (duas caminhonetes e um automóvel de luxo);
– R$ 100 mil em dinheiro.

Fonte: PF/PRF

 

 

 

 

 

 

Texto: Fernando Oliveira / Agência PRF, com informações da PF
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)

[*] Texto atualizado às 12h35 de 18.abr.2020, para acréscimo de informações