PRF apreende mais de 6,9 toneladas de cocaína no Mato Grosso do Sul em 2019

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul apreendeu 6.937 toneladas de cocaína em rodovias federais do estado em 2019. 

A PRF também apreendeu 119,7 toneladas de maconha, 16,9 milhões de maços de cigarros, 71 armas de fogo, 9,6 mil munições.2.275 pessoas foram presas e 447 veículos roubados ou furtados foram recuperados quando eram levados para a fronteira com Paraguai ou Bolívia. 

Quando comparado a 2018, as apreensões de cocaína resultam em um aumento de 77%, de 3.915 quilos apreendidos, para 6.937 em 2019.

Também houve aumento nas apreensões de crack em 2019, sendo 61,2 quilos apreendidos, ante 9,1 Kg em 2018.

Outros números que se destacam são as apreensões de agrotóxicos, cigarros e maconha, conforme demonstrados nos gráficos abaixo. Foram contabilizadas reduções na apreensão de maconha, de 152.759 kg em 2018, para 119.592 quilos no ano passado.

Por fazer fronteira com o Paraguai, o estado se transforma na maior rota do contrabando de cigarros, que entra pela cidade de Ponta Porã (MS) e Mundo Novo (MS), tendo como destino diversos estados. Mesmo que em 2019 o total de apreensões tenha obtido redução, o número ainda é bastante expressivo.     

Já a quantidade de agrotóxicos apreendidos obteve aumento. Também contrabandeados do Paraguai, a fronteira sul-mato-grossense tem sido uma porta de entrada para os defensivos ilegais que normalmente são transportados por caminhões em meio a outras cargas. Muitos desses agrotóxicos não possuem licença ambiental para serem utilizados no Brasil.