PRF apreende meio milhão de reais em eletrônicos após perseguição em Cascavel; assista

A tentativa de fuga começou na BR-467 e terminou dentro do estacionamento de um supermercado; um homem foi preso em flagrante

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na noite desta quinta-feira (16), em Cascavel (PR), carga de eletrônicos avaliada em mais de meio milhão de reais. A apreensão ocorreu após uma intensa perseguição, que se estendeu pelo centro da cidade.

Ao abandonar o carro, o motorista foi auxiliado por outro homem que o ajudou a continuar a fuga em outro veículo. O condutor do segundo carro foi preso em flagrante horas depois.

Por volta das 19h de ontem (16), durante fiscalização na BR-467, em Cascavel, agentes da PRF deram ordem de parada a uma caminhonete Chevrolet S10 com placas de Curitiba (PR). O motorista não obedeceu a ordem e começou a fugir em direção ao centro da cidade. Os policiais rodoviários federais perseguiram o veículo que fez várias manobras perigosas como dirigir acima dos limites máximos de velocidade, avançar semáforos e preferenciais, além de transitar sobre calçadas.

Após entrar no estacionamento de um supermercado, o motorista desceu do carro e correu para um outro veículo: uma picape VW Saveiro que estava na saída do estacionamento. O condutor deste outro carro ajudou o primeiro a continuar a fuga. O segundo veículo saiu em alta velocidade, apesar de bater em um Chevrolet Corsa que era conduzido por uma mulher que passava pelo local.

A PRF realizou buscas pela região e localizou a picape em um condomínio da cidade. Seu condutor, um homem de 31 anos, disse que ajudou o amigo a fugir e não informou aos policiais a identidade do fugitivo. O dono da picape foi preso em flagrante pelos crimes de direção perigosa, fuga de local de acidente e associação criminosa.

Dentro da caminhonete, os agentes da PRF encontraram celulares, relógios e outros eletrônicos de origem estrangeira. A carga foi avaliada em mais de meio milhão de reais.

A PRF encaminhou o homem preso, os dois veículos e a mercadoria para a Polícia Federal em Cascavel.

Texto: Pedro Carneiro / Agência PRF

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)