PRF apreende seis carros durante ação de combate ao contrabando no Paraná

Cinco veículos estavam preparados para o transporte de cigarros, um deles com alerta de roubo; uma caminhonete carregada também foi apreendida e um homem, preso em flagrante

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar apreenderam seis veículos preparados para o transporte ilegal de cigarros contrabandeados na manhã desta segunda (24), em Guaíra e em Terra Roxa, na região oeste do Paraná.

Um dos veículos era roubado e outro estava carregado com cigarros. Um homem foi preso. Todos os veículos foram retidos em pátios conveniados da PRF.

Durante ronda, por volta das 8 horas, agentes da PRF visualizaram três carros em alta velocidade, na BR-277, em Guaíra. Ao receber ordem de parada, os motoristas fugiram por uma estrada municipal e com destinos diversos.

Os agentes da PRF conseguiram abordar um deles, um Civic, próximo à cidade de Palotina (PR). Com o apoio da PM, os outros dois carros –um Azera e um Astra– também foram localizados, em Terra Roxa. Os três motoristas conseguiram fugir, mas os carros foram retidos e apreendidos. Em inspeção veicular, todos possuíam restrição judicial e estavam preparados para o transporte de cigarros, apenas com os bancos do motorista.

Também por volta das 8 horas, a PRF encontrou um Vectra abandonado às margens da BR-272, em Guaíra, com as mesmas características dos demais veículos: restrição judicial e preparado para o transporte de ilícitos. Foi verificado também que havia contra o carro um registro de roubo na cidade de Cascavel (PR), no último sábado (22).

Por volta das 13 horas, no interior de Guaíra, agentes da PRF localizaram mais um Astra, com as mesmas características. Nenhum motorista foi encontrado.

No final da manhã, os policiais rodoviários federais apreenderam ainda uma caminhonete Nissan Frontier, carregada com cerca de 25 mil carteiras de cigarros do Paraguai. Abordado em Guaíra, o motorista, de 36 anos de idade, foi preso em flagrante pelo crime de contrabando, cuja pena varia de dois a cinco anos de prisão.

A caminhonete estava equipada com um aparelho de radiocomunicação ilegal.

Texto: Maciel Jr / Agência PRF
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)