PRF busca novo lar para a cachorrinha “Recruta”

Cachorra, que foi adotada por PRFs, chegou com muitos problemas, mas foi tratada e se encontra recuperada; agora ela precisa de um novo lar

Em fevereiro, uma cachorrinha apareceu na Unidade Operacional (UOP) da PRF Mandirituba, que fica na BR-116. O animal, que tem entre um e três anos, estava com uma lesão grave nas patas traseiras, porém a lesão já estava consolidada e a obrigava a andar apenas com as patas da frente, carregando o quadril e as patas de trás. Além disso, ela tinha muita pulga e foram retirados mais de 80 carrapatos. Nestas condições ela permaneceu na UOP por cerca de um mês, enquanto os policiais buscavam algum tipo de ajuda.

A ajuda veio pela concessionária que administra o trecho, que conseguiu um tratamento completo, incluindo castração e a recuperação parcial dos movimentos das patas traseiras. No dia 4 de abril ela retornou para a PRF, inclusive com um novo nome, dado pelos veterinários: “Recruta”.

A UOP já possui dois cães e há o temor de que a Recruta, por não ter experiência em viver próximo de uma rodovia movimentada, volte a ser atropelada, e por isso, a PRF está buscando um novo lar e uma vida mais confortável para essa sobrevivente.

Interessados devem entrar em contato com os agentes da PRF na UOP de Mandirituba, que fica na BR-116, km 137,5, pessoalmente ou pelo telefone (41) 3535-2113.

A PRF ressalta que o abandono de animais é crime punido com detenção de três meses a um ano, e multa.

Texto: Maciel Jr / Agência PRF
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)