PRF divulga balanço semestral de fiscalizações em rodovias federais de Roraima

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apresentou nesta sexta-feira (5) o balanço geral de fiscalizações ocorridas em rodovias federais de Roraima no primeiro semestre de 2019. Os dados foram comparados com o mesmo período do ano de 2018 e foram extraídos do Sistema de Informações Gerenciais (Siger) da PRF.

De janeiro a junho de 2019, cerca de 17.400 pessoas e 19.270 veículos foram fiscalizados nas rodovias federais do estado, resultando em um aumento de 89,42% e 139,63% se comparados aos 9.186 e 8.042, respectivamente, do mesmo período de 2018. Foram realizados 4.539 testes de etilômetro (bafômetro) e realizadas 234 horas de radares de velocidade durante fiscalizações na primeira metade deste ano.

Quanto às infrações de trânsito, foram aplicadas um total 4.452 notificações por desrespeito às normas viárias. Desse quantitativo, 114 autos de infração foram por alcoolemia ao volante, 6% a menos que em 2018. Outras 122 infrações ocorreram por falta do uso do cinto de segurança, registrando diminuição de 26% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram registrados ainda 124 flagrantes por transporte de crianças sem o uso da cadeirinha, no entanto, também registrando uma redução de 26%.

Uma das irregularidades que apresentaram aumento foi a de ultrapassagens proibidas, contabilizando 273 notificações e assinalando um aumento de 75% em comparação ao primeiro semestre de 2018. Esse tipo de ação imprudente é causa de acidentes graves, ocasionando colisões do tipo frontais, o que gera maior risco de morte para motoristas e passageiros dos veículos que trafegam nas vias.
Nas fiscalizações de velocidade, realizadas em pontos específicos das rodovias federais em Roraima, foram capturadas aproximadamente 1.820 imagens de veículos trafegando acima da velocidade máxima permitida. Dependendo da velocidade, a gravidade das multas vai de média à gravíssima, podendo até ocorrer a suspensão da carteira de habilitação do condutor.

Em relação a ocorrências criminais em vias federais roraimenses, destacam-se a recuperação de 28 veículos com restrição de roubo e furto, contabilizando um aumento de 133% em relação a 2018, e apreensão de 18 armas de fogo, com aumento de 260%. O total de pessoas detidas chegou a 153 devido a crimes diversos como os ambientais, de trânsito, mandados de prisão em aberto, além de delitos contra o patrimônio e à vida.

 

Acidentes de trânsito

De forma geral, verificou-se uma diminuição no total de acidentes ocorridos neste primeiro semestre, sendo contabilizados 106 acidentes contra 120 no mesmo período de 2018. No entanto, um aumento na quantidade de acidentes graves e vítimas mortas também foi identificado. Enquanto 11 pessoas perderam a vida em decorrência de incidentes de tráfego no ano passado, em 2019 houve o registro de 15 mortes por acidentes nas vias federais do estado.

Os dados apontam que grande parte dos acidentes graves, 31 este ano e 28 em 2018, ocorreram fora das áreas críticas, onde há menos fiscalização, sendo registrados em regiões mais extremas de Roraima e em locais variados. Os acidentes graves em 2019, diferente dos outros anos, têm resultado em mais vítimas com lesões graves e mortes. As ocorrências dessa natureza em locais de risco caíram de 62 para 50 este ano.

A principal causa de acidentes continua sendo a falta de atenção à condução. Esse fator está ligado diretamente à imprudência dos motoristas de forma geral, contabilizando 29,03% do total de motivos de acidentes este ano. Todavia, em seguida, uma nova causa tem preocupado: o aumento de incidentes envolvendo pedestres. A falta de atenção do pedestre, ocasionando acidentes do tipo atropelamento, determinou 12,9% das causas dos incidentes de tráfego em 2019. Logo após, alcoolemia ao volante e restrição de visibilidade resultaram em 9,68% dos motivos das ocorrências.

Os tipos mais comuns de acidentes nas rodovias federais roraimenses têm sido o capotamento de veículos, as colisões laterais, traseiras e frontais, além de saída de pista com a soma de posteriores modalidades de incidentes.

A rodovia onde mais ocorrem acidentes continua sendo a BR-174 com 74,19% dos registros, seguida pela BR-401 com 16,13% e BR-432 com 9,68%. Os dias da semana com maiores índices de incidentes são domingo, sexta-feira e sábado, nesta ordem, contendo o horário mais crítico entre 17h às 21h. Os municípios onde mais ocorrem mais acidentes são Boa Vista, Cantá, Rorainópolis e Caracaraí, respectivamente.

Núcleo de Comunicação da PRF-RR