PRF e PCGO prendem homem procurado por torturar namorada em Valparaíso de Goiás

A prisão aconteceu após troca de informações entre as duas instituições policiais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um empresário de Valparaíso de Goiás (GO) que era procurado pela justiça como suspeito de ter espancado, torturado e provocado o aborto em uma jovem com quem tinha um relacionamento íntimo. A prisão ocorreu na tarde desta sexta-feira (26/06), na Unidade Operacional da PRF em Santa Maria (DF) e foi fruto de troca de informações entre agentes policiais da PRF e da Polícia Civil de Goiás (PCGO).

No início do mês, uma mulher procurou uma delegacia da PCGO para informar que teria sido espancada, torturada e obrigada a tomar comprimidos abortivos pelo homem com quem mantinha relacionamento. Segundo a vítima, ela chegou a ser espancada por mais de quatro horas seguidas, chegando, inclusive, a desmaiar. O motivo de tamanha fúria seria o fato de ela tê-lo informado que estava gestante. Toda a ação ocorreu na casa do autor, em Valparaíso de Goiás.

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) passou a investigar o caso e o suspeito era dado como foragido. A segunda vara criminal de Goiás expediu um mandado de prisão temporária em desfavor do acusado. Foi quando um agente da DEAM tomou a iniciativa de entrar em contato com a PRF e solicitar apoio na busca pelo acusado.

Os policiais rodoviários federais passaram a monitorar se o veículo do acusado passava pela rodovia e hoje conseguiram abordá-lo. Foi dada a voz de prisão e a PCGO foi chamada para acompanhar e dar prosseguimento aos trâmites cabíveis.