PRF e PF apreendem mais de R$ 5,5 milhões em cigarros e prendem 5 pessoas em Terra Roxa (PR)

Operação conjunta nesta madrugada ainda recuperou dois carros de luxo roubados e apreendeu R$ 6 mil sem origem

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Federal (PF), durante operação conjunta na madrugada desta quarta-feira (28), apreenderam 1,1 milhão de carteiras de cigarros contrabandeados, prenderam cinco homens e recuperaram dois veículos de luxo roubados.

Por volta das 2 horas, agentes das forças de segurança deram ordem de parada a um comboio de carros em Terra Roxa, na BR-272. Os veículos desobedeceram a ordem e fugiram. Alguns quilômetros depois dois deles foram alcançados. Tratava-se de dois Hyundai Santa Fé, um conduzido por um homem de 36 anos e outro já estava sem o motorista. No interior dos veículo foram encontradas 50 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 250 mil, e rádios comunicadores.

Os dois veículos de luxo eram roubados. Um foi roubado em Tapejara (RS), no dia 13 de julho e o outro em Toledo (PR), no dia 19 de julho, ambos em 2019.

Já por volta das 4 horas, agentes abordaram um caminhão na BR-163, também em Terra Roxa. Em vistoria, foram encontrados 600 mil carteiras de cigarros contrabandeados sendo transportados, avaliados em R$ 3 milhões. O motorista, de 25 anos, apresentou uma nota fiscal de carga de milho. Ele disse que pegou a carreta em Guaíra (PR) e aguardaria uma pessoa entrar em contato com ele. O caminhão estava com as placas trocadas para fugir de fiscalizações policiais. Disse ainda que não sabia o destino da carga ilícita.

Outro caminhão também foi abordado e, no compartimento de carga foram encontrados 450 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 2,2 milhões. Dois veículos foram identificados como batedores da carga ilícita foram abordados e dentro deles, um VW Crossfox e uma VW Saveiro possuíam radio comunicadores ocultos. Três homens (dois de 25 e um de 33 anos) foram presos. Com eles estava a quantia de R$ 6 mil, sem comprovação de origem.

Os cigarros apreendidos, os veículos e as pessoas participantes foram encaminhadas para a Polícia Federal em Guaíra para o registro do crime de contrabando, associação criminosa, adulteração de sinal identificador de veículo e utilização de equipamento de radiocomunicação.

As apreensões fazem parte da Operação Hórus, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O objetivo da operação, que reúne diversos órgãos de segurança pública, é impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras do país.

Texto: Maciel Jr / Agência PRF
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)