PRF encerra o IV Curso de Progressão em Área de Caatinga

Treinamento reuniu profissionais de segurança da PRF, PM, Polícia Civil e Exército Brasileiro

Neste domingo (14), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) finalizou com sucesso o IV Curso de Progressão em Área de Caatinga (CPAC). O treinamento teve início no sábado 29 de setembro e foi realizado no município de Petrolina, sertão de Pernambuco. Entre os alunos, além de PRFs, haviam representantes do Exército Brasileiro, policiais militares da Bahia, Ceará e Pernambuco, além de policiais civis do Piauí.

Com atuação precípua nas rodovias federais, a PRF tem competência para atuar também como garantidor da segurança nas áreas de interesse da União, o que corresponde a todo território nacional. Nesse cenário, torna-se necessária a capacitação de policiais rodoviários federais nos mais diversos ambientes. Com especialização e organização do crime em todo o país, é fundamental que os órgãos de segurança pública estejam preparados para agir em quaisquer circunstâncias, Atenta a essa necessidade da sociedade, a PRF investe na capacitação técnica e tática dos policiais para operar também no ambiente de caatinga, que compreende aproximadamente 11% de todo o território nacional e 70% do Nordeste.

O CPAC já teve três edições: a primeira foi em 2008, quando 02(duas) turmas foram formadas, nesta primeira versão do curso, a carga horária foi de 40 horas-aula; a última versão, em 2010, mais que dobrou o tempo de aprendizado, com uma carga horária de 90 horas-aula. Neste ano, a carga horária foi novamente mais que dobrada, passando para 208 horas-aula, com aplicação de técnicas pedagógicas expositivas, demonstrativas e práticas, dando ênfase à resolução de problemas, ao treinamento em equipe e à realização de simulados para aprimorar a capacidade operativa e fortalecer a segurança institucional.

Além do desenvolvimento tecnológico e gestão do conhecimento, a evolução dos cursos de capacitação profissional está inserida no processo de modernização pela qual a PRF vem passando nos últimos anos. Já foram investidos, somente este ano, 22 milhões em cursos de capacitação do órgão. A previsão é de 32 milhões para serem investidos em 2018, porém, até agora, 22 milhões foram executados. O máximo que gestões anteriores haviam investido por ano em capacitação foi de 8 milhões.

Para mais imagens clique AQUI