PRF participa de ação de combate ao trabalho escravo em Sítio D’Abadia (GO)

Em ação de apoio à Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) e ao Ministério Público do Trabalho (MPT) foram feitas vistorias de condições de trabalhadores no interior de Goiás

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou uma operação em apoio ao MPT e à SIT no combate ao trabalho escravo no interior de Goiás. A operação foi realizada entre os dias 28 e 30 de julho, em uma fazenda em Sítio D’Abadia (GO).

No início deste mês, o MPT e os auditores fiscais do trabalho realizaram uma fiscalização na região detectando várias irregularidades. Cerca de 87 pessoas estavam trabalhando em condições precárias em lavouras de café. Os proprietários da fazenda foram multados e receberam um prazo para regularizar.

Nesta semana, a PRF foi solicitada para dar apoio nessa fiscalização, onde foram detectados que as irregularidades não foram resolvidas e que o proprietário vendeu parte das terras, desfazendo da lavoura e dispensando os trabalhadores.

Segundo dados do Observatório Digital do Trabalho Escravo, de 2003 a 2018 foram resgatados 44.229 trabalhadores em situação de escravidão no Brasil. Goiás ocupa a 3ª posição desse ranking, com 3.747 pessoas resgatadas no mesmo período, o que corresponde a 8,5% dos casos brasileiros. A PRF, que possui compromissos assumidos por meio das ações constantes no Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, participou como equipe de segurança da operação, dando condições para que os fiscais pudessem trabalhar. Não houve necessidade de uso da força durante a operação.