PRF realiza avaliação gerencial dos BATs com foco na implementação nacional de perícia de trânsito

2.310 boletins foram avaliados quanto, por exemplo, à adequação das fotos e narrativa; os resultados nacionais, regionais e por servidor estão disponíveis

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), por meio da Diretoria de Operações (DIROP), realizou uma Avaliação Gerencial dos Boletins de Acidente de Trânsito – AGBAT na qual foi observada a adequação dos documentos ao Manual de Procedimentos (M-015). O objetivo é estimular o efetivo a confeccionar boletins capazes de subsidiar laudos periciais, uma vez que a expectativa do órgão é que no próximo ano seja implementado nacionalmente o trabalho de perícia de trânsito.

O processo de AGBAT é gradativo e realizado pelas equipes da Coordenação de Segurança Viária e da Seção de Prevenção de Acidentes e Educação para o Trânsito. Nessa fase, 2.310 boletins, confeccionados por PRFs de todos os estados da federação no período de 27/05 a 12/07, foram avaliados.

A análise dos boletins voltou-se à adequação das fotos, da amarração, da avaliação de danos, da narrativa, do croqui, além de uma avaliação global, tudo isso levando em consideração o M-015, manual que deve nortear o trabalho do policial no atendimento a acidentes.

Os resultados da AGBAT estão disponíveis para todos os PRFs, que devem observar atentamente os comentários dos avaliadores, tomando-os como base para a elaboração de BATs cada vez mais instruídos, o que otimizará futuramente o trabalho do policial perito.

Os relatórios da avaliação mostram não só um “raio-x” de como os BATs estão sendo preenchidos em todo o Brasil, mas também apontam se estão adequados os boletins em cada regional; e mais, uma avaliação individual do policial responsável pela elaboração do documento.

Na análise do diretor-geral da PRF, Adriano Furtado, o processo de revisão dos boletins tem dois vieses importantes e bastante alinhados. “Em princípio, ficou clara a nossa preocupação em entregar um produto de alta qualidade para a sociedade. Em um segundo momento, este trabalho servirá como base fundamental para consolidarmos o papel do policial perito. Essa função requer um elevado grau de proficiência; e isso, nós saberemos entregar”, afirmou o dirigente.

Quer melhorar a qualidade e adequação à normativa dos seus BATs? Então confira a Avaliação Gerencial dos Boletins de Acidente de Trânsito – AGBAT. Clique aqui!