PRF recupera duas caminhonetes roubadas no Paraná, ambas com lançador de fumaça

Perseguição se estendeu por 20 quilômetros, na BR-277 e em uma estrada rural; um homem foi preso em flagrante

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou na tarde de ontem (7) duas caminhonetes roubadas após perseguição em Guaraniaçu, na região oeste do Paraná. Ambas estavam preparadas para o transporte de cargas ilícitas (sem forrações e sem os bancos dos passageiros) e dotadas com dispositivo lançador de fumaça. Um dos envolvidos foi preso em flagrante.

Os dois veículos haviam desviado a unidade operacional da PRF em Laranjeiras do Sul. Mais à frente, duas equipes da PRF avistaram as caminhonetes, na altura do quilômetro 517 da BR-277, e passaram a acompanhá-las, no sentido Foz do Iguaçu.

Em alta velocidade, os motoristas efetuaram uma série de ultrapassagens em locais proibidos, pelo acostamento e quase atingiram uma das viaturas policiais.

Durante a tentativa de fuga, ambas as caminhonetes lançaram uma cortina de fumaça na direção dos policiais, afetando a visibilidade e colocando em risco a segurança das equipes da PRF.

A fuga durou cerca de dez quilômetros na rodovia e outros dez em uma estrada rural, até os envolvidos abandonarem os veículos à beira de uma área de mata. Um deles foi encontrado e preso.

Foram recuperadas uma Volkswagen Amarok furtada no último mês de março em Umuarama (PR) e uma Chevrolet S10 roubada em junho, em Curitiba (PR). Além dos dispositivos que emitem fumaça a partir de galões de óleo diesel, as caminhonetes estavam equipadas com aparelhos ilegais de radiocomunicação.

No interior da Amarok foi encontrada uma pequena porção de maconha, além de uma cartela com
capacidade para 15 comprimidos de rebite (anfetamina), 14 deles já consumidos.

O homem, de 20 anos de idade e morador de Foz do Iguaçu, responderá pelos crimes de receptação, direção perigosa, desobediência, atividade clandestina de telecomunicações e porte de droga para consumo.

A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Civil em Guaraniaçu.

 


 

 

Texto: Fernando Oliveira/Agência PRF
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência PRF)